Outubro Rosa, o preconceito é tão grave quanto o câncer

Outubro Rosa, o preconceito é tão grave quanto o câncer

Vida & Saúde
Typography

 Receber um diagnóstico de câncer não é nada fácil, mais difícil ainda é encontrar forças para enfrentar crenças absurdas como a de que o câncer é contagioso (por mais absurdo que pareça, há muitas pessoas que creem nisso).

 

O impacto psicológico é imensurável, inclusive para os familiares e amigos, porém se estes tiverem conhecimento sobre a doença, fica mais leve lidar com um momento tão doloroso e delicado, compreendendo a angústia, as dúvidas e as incertezas que chegam juntas com o diagnóstico. Certamente esse apoio e compreensão, tanto da família como do social, contribuirá muito para uma resposta positiva ao tratamento.

Mas o que eu quero realmente destacar é o preconceito com relação ao câncer, nossos conceitos já enraizados de más perspectivas com relação ao seu prognostico, sabemos sim que o câncer tem sua gravidade como muitas outras doenças, mas que não é sentença e nem veredito final para seu portador.  Quando mudamos nossa cultura, como esta que acabo de citar, possibilitamos um ambiente de esperança e bem-estar facilitando o processo de recuperação, que autores como Bruce H. Lipton, apontam ter efeitos positivos, por exemplo, sobre nosso sistema imunológico e, consequente, facilita o tratamento a que estamos submetidos no momento.

Essa reflexão nos faz pensar tanto em relação ao câncer como em outras situações. O preconceito está atrelado a falta de conhecimento sobre a doença, e este não se elimina com hostilidade ou outros tipos de punição. A melhor forma de mudar essa situação é levar conhecimento e informação a respeito da doença.

Para receber informações em seu e-mail preencha com seus dados abaixo.
Suas informações são sigilosas e somente utilizadas por este portal.