Vida & Saúde

Últimas Publicações para você ler

\"\"

Saiba como transportar, alimentar e proteger o seu bichinho de estimação durante a viagem

Vai viajar e a sua dúvida é: devo ou não devo levar o meu pet? Pessoas possuem animais de estimação costumam sofrer por antecipação durante o momento que, supostamente, deveria ser prazeroso: o planejamento de viagens.


 

Durante esse planejamento, é necessário avaliar cuidadosamente o perfil de cada pet, seja ele um cão, gato, pássaro ou, até mesmo, tartaruga, já que cada animal reagirá de uma forma diferente nesse processo. Cães, em geral, costumam ser mais apegados aos seus donos, gatos, por outro lado, já são mais independentes; e as aves, tartarugas ou hamsters possuem mais facilidade para a adaptação.

Se o dono escolher deixar o seu bichinho de estimação em casa, o ideal é que ele não fique completamente sozinho, pois, caso o animal passe mal, ele não contará com socorro. O ideal é combinar com alguém de confiança para que visite-o diariamente e cuide de demandas como a alimentação e a troca de água, que sempre deve estar fresca e disponível para matar a sede do animal a qualquer momento.

Se a escolha for deixar o pet abrigado em um hotel ou na casa de alguém, a dica é deixar também a sua ‘caminha’ e alguma peça de roupa com o cheiro do dono. Além disso, avisar o cuidador sobre os detalhes da rotina do pet, bem como solicitar que esses costumes não sofram alterações. Caso o cão for ficar em um hotel, antipulgas e carrapaticidas deverão ser aplicados antes da sua ida ao local.

Embarcando com os pets

Aos que optam por viajar de ônibus com o animal de estimação, a orientação é acomodá-lo numa caixa de transporte compatível ao tamanho estipulado pela empresa de turismo.

Faça um teste prévio, colocando o animal para se adaptar a ela antes da viagem, assim, na data, ele não estranhará sua brigada temporária durante o trajeto. Essa adaptação deverá ser realizada aos poucos, inicialmente com a inclusão da vasilha de comida dentro da caixa para que o animal entre nela, alimente-se e saia. Em seguida, a alimentação deverá ser inserida e a porta da caixa deverá ser fechada após a entrada do pet; ela só deverá ser aberta após o animal parar de latir. O procedimento deverá ser realizado diversas vezes ao dia e, além da comida, brinquedos ou roupas das pessoas queridas pelo animal também deverão ser inclusos dentro da caixa.

Além disso, o veterinário do pet deverá fazer um atestado de saúde que alegue que o animal está apto a realizar viagens. As vacinas deverão estar em dia, principalmente a da raiva e, caso o local do destino seja propício à leishmaniose, doença popularmente conhecida como calazar, os produtos adequados contra a enfermidade deverão ser aplicados no pet.

A visita pré-viagem ao veterinário somente deverá ser realizada para o exame de rotina, que acarreta no atestado de saúde; caso contrário, ela não é necessária. Os calmantes não são indicados, pois não costumam durar por três horas. Os mais seguros são de ação rápida, duram em média 30 minutos e podem causar delírios, por isso, não são recomendados.

Ultrapassadas as etapas da decisão e da ida, é importante ficar atento às mudanças comportamentais que os pets podem apresentar. Ao chegar ao destino, alguns costumam apresentar certas reações em locais diferentes de seu habitat normal. Alguns cães não se alimentam corretamente e podem ficar latindo e chorando; gatos podem fugir e sofrer de cistite causada por estresse, além de também se recusarem a comer. Já os passarinhos não costumam mudar de comportamento nesses casos.

Conversamos com especialistas do Instituto do Sono de São Paulo e listamos seis dicas para o sono perfeito

Dor de cabeça, irritabilidade, cansaço. Estes são alguns dos sintomas sofridos por cerca de 33% dos brasileiros que afirmam ter dificuldades para dormir devido ao estresse do trabalho. Ao deixar de ter um sono revigorante, você passa a se sentir mais cansado, irritado e a probabilidade de ter dor de cabeça aumenta consideravelmente. Para te ajudar a ter um sono perfeito - ou pelo menos, quase! - conversamos com o pediatra e especialista em medicina do sono Dr. Gustavo Moreira. A mais importante delas é ter uma rotina; acordar e dormir, se possível, todos os dias no mesmo horário. Confira essa e outras cinco dicas.

Nada de what\'sapp antes de dormir

“Tudo que vai ligado à energia elétrica é estimulante”, explica o Dr. Gustavo. Então, celular, computadores, tablets, TVs e a própria luz do ambiente devem ser desligados, em geral, uma hora antes de dormir. Isso porque a secreção de melatonina, hormônio que estimula o crescimento das células, dá pigmentação à pele e induz ao sono, tem seu pico à noite, quando escurece. Como temos energia elétrica à nossa disposição, aumentamos o tempo de exposição à luz e, consequentemente, inibimos a secreção da substância.

Não beber líquidos logo antes de ir para a cama

“O ideal é tomar água ou qualquer outro líquido pelo menos uma hora antes de ir se deitar”, explica Gustavo. Assim, você não acordará no meio da noite com vontade de fazer xixi.

Ter rotina

Essa é a dica mais importante para a manutenção do sono perfeito. “Dormir e acordar nos mesmos horários, todos os dias, faz com que o organismo se acostume, contribuindo para uma noite de sono perfeita”, conta Gustavo. Aos finais de semana, como as pessoas costumam ter uma rotina mais variada, a ideia é tentar dormir e acordar nos horários próximos a um dia de semana comum.

Dormir bem é o melhor para poder crescer!

Dormir bem é fundamental para a produção do hormônio do crescimento (GH). “Durante a noite, estamos em repouso e a energia acumulada é utilizada pelo corpo para a produção de células e, com isso, acabamos crescendo, tanto dos lados como para cima, no caso de crianças”, brinca o Dr. Gustavo.

Nada de refeições pesadas antes de dormir

“Isso é muito pessoal e variável. Tem gente que come uma feijoada e dorme. Porém, é melhor evitar”, explica o Dr. Gustavo. O ideal é comer coisas leves e evitar alimentos e bebidas estimulantes, como pimenta, chá preto, café, energético e álcool.

Uma cama confortável

Escolher um bom colchão, roupa de cama adequada e climatizar o espaço a sua maneira, acrescentando ventilador ou ar condicionado. Esta é receita infálivel para o sono perfeito. “No caso de pessoas, principalmente, crianças alérgicas, é necessário uso de capas e colchões anti-alérgicos”, conta o Dr. Gustavo.

Descubra qual o cão ideal para quem tem pouco espaço.

Quem mora em apartamento e ama animais, pode se questionar sobre a viabilidade de se criar um bichinho com pouco espaço ou até com a possibilidade de o pet latir de mais e incomodar os vizinhos. Pensando nisso, a ONG PetCidade fez uma lista de raças de cachorro que se adaptam muito bem a locais pequenos. Confira! 

Pug

 

\"\"

 

 Poodle

 

\"\"

 

 Maltês

 

\"\"

 

 Pinscher

 

\"\"

 

 Shih-tzu

 

\"\"

 

Dachshund

 

\"\"

 

 Bulldog Francês

 

\"\"

 

 Chihuahua

 

\"\"

 

 

Portal: MdeMulher

 
Verifique os 10 passos para promover uma alimentação saudável, e escolha aqueles que podem trazer variedade e mudança de qualidade em sua alimentação.




1. Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras. Elas são ricas em  vitaminas, minerais e fibras. As vitaminas e  minerais colaboram na manutenção e no bom funcionamento do organismo. E as fibras regulam o funcionamento intestinal, dão sensação de saciedade, e podem atuar prevenindo várias doenças.
2. Coma feijão pelo menos 1 vez ao dia.
Varie os tipos de feijões usados e as formas de preparo. Use também outros tipos de leguminosas como soja, grão-de-bico, lentilha, etc. Coma feijão com arroz na proporção de 1 para 2. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde!
3. Reduza o consumo de sal.
Tire o saleiro da mesa. O sódio é essencial para o bom funcionamento do organismo, mas o excesso pode levar ao aumento da pressão do sangue (hipertensão), e outras doenças. Evite temperos prontos, alimentos enlatados e embutidos. Use ervas frescas para realçar o sabor. 
4. Reduza o consumo de alimentos gordurosos, como carnes com gordura aparente, salsicha, mortadela, frituras e salgadinhos, para no máximo 1 vez por semana. Prefira os alimentos cozidos ou assados, leite e iogurte desnatados e queijos brancos.
5.Faça pelo menos 4 refeições por dia: café da manhã, almoço, jantar e os lanches! Não pule as refeições. Para lanche e sobremesa prefira frutas.
6. Mantenha o seu peso dentro dos limites saudáveis – veja se seu IMC (Índice de Massa Corpórea) está entre 18,5 a 24,9kg/m2. O IMC mostra se seu peso está adequado para a sua altura.
7. Consuma com moderação alimentos ricos em açúcar, como doces, bolos, e biscoitos. Prefira os cereais integrais.  
8. Aprecie sua refeição e coma devagar. Faça de sua refeição um ponto de encontro com a família. Não se alimente assistindo TV ou lendo livros e revistas. Reserve um tempo do seu dia para as refeições fazendo delas, momentos de muito prazer! 
9. Beba água!
Muita água! 60% do nosso corpo é formado por água! Portanto, beba em média 2 litros de água (6-8 copos) por dia. Consuma com moderação bebidas alcoólicas e refrigerantes. 1ml de álcool fornece 7kcal!! Prefira sucos de fruta fresca ou polpa congelada.
10. Seja ativo!
Acumule pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias. Caminhe pelo seu bairro, suba escadas, jogue bola, dance, enfim,
mexa-se!! 

Atenção:
- Comece com os passos que você avalia que são mais fáceis de adotar no seu hábito alimentar e de sua família. Procure segui-lo todos os dias. 
- O hábito se adquire com constância e persistência e é uma questão de tempo. 
- Quando sentir que o passo já faz parte da sua rotina, siga para o próximo passo. 
- A alimentação saudável pode e deve ser gostosa. Consulte receitas para facilitar o consumo dos alimentos que vão fazer parte dos seus novos hábitos. 

Nosso serviço de Nutrição não tem como objetivo substituir uma consulta médica. As informações aqui divulgadas têm a função de fornecer uma orientação geral, o que pode não se aplicar a casos específicos. Consulte sempre sua nutricionista clínica ou médico sobre quais alimentos são indicados em seu caso.

Chás, sopas, canela e outras comidas e bebidas podem controlar o colesterol, ajudar a emagrecer e ainda espantar o frio

É só a temperatura dos termômetros baixar que o consumo de calorias sobe. Não é mesmo? Afinal é difícil resistir a um chocolate quente, uma massa ou um fondue quando está frio. O problema é que na maioria das vezes esses alimentos são ricos em açúcares, sódio, gorduras saturadas e outros vilões da boa alimentação. Para lhe tranquilizar, listamos sete alimentos saborosos e que não vão colocar sua saúde numa fria.


 

Chás e infusões

Os chás e infusões são ótimas opções para te aquecer no inverno. \"Eles aumentam a temperatura do nosso organismo quando ingeridos e por alguns minutos dão a sensação de maior bem-estar e conforto térmico\", observa Karina Valentim Nutricionista da Patricia Bertolucci Consultoria em Nutrição.

Eles ainda são uma fonte para hidratação, especialmente porque nos dias frios a ingestão de líquidos tende a ser menor. Boas opções são os chás preto, branco, vermelho e verde, todos extraídos da planta Camellia sinensis. As infusões a partir de outras folhas, flores e frutas imersas em água quente como hortelã, camomila, abacaxi, gengibre, entre outros também combinam com dias frios. Essas bebidas também podem diminuir as taxas de colesterol, melhorar o sistema imunológico, proteger a pele contra os efeitos nocivos do sol, prevenir doenças cardiovasculares, câncer, cáries, entre outros problemas e ainda têm potencial emagrecedor, explica a nutricionista Talitta Maciel, do Espaço Reeducação Alimentar.

A infusão da erva mate é conhecida por conter compostos com propriedades antioxidantes, tais como ácidos fenólicos e taninos, auxiliando no combate aos radicais livres, prevenindo doenças cardiovasculares e envelhecimento precoce. Porém assim como os chás derivados da Camelia sinensis (chá preto, branco, verde), seu consumo deve ser evitado após as 18 horas para não atrapalhar o sono.

Já as folhas de hortelã e boldo, por exemplo, podem ser usadas após as refeições por possuírem propriedades digestivas. A infusão de cavalinha pode agir como repositor de minerais e oligoelementos no organismo, sendo indicada nos tratamentos de unhas quebradiças e consolidação de fraturas. Além disso, pode ser interessante para indivíduos com retenção de liquido uma vez que é fonte de potássio, que auxilia na maior eliminação de sódio pelos rins.

Para proteger o fígado, o dente de leão e a carqueja são as ervas mais indicadas. A primeira possui ação antioxidante e a segunda é rica em flavonóides, em especial a hispidulina, que atua de forma hepatoprotetora. A combinação das duas plantas também é benéfica para a saúde do órgão.

O famoso chá de erva cidreira possui ação calmante. Mas além disso, também age de forma antiespasmódica e analgésica no organismo. Vale lembrar que infusões ervas e frutos calmantes como cidreira, camomila e maracujá podem deixar a pessoa sonolenta durante o dia, portanto o melhor é consumi-los perto da hora de dormir 

Sopas caseiras

O líquido quente da sopa ajuda a acelerar o metabolismo, fazendo com que o corpo trabalhe para colocar a temperatura no habitual isso dá a sensação de corpo aquecido. Se adicionar as sopas a alimentos termogênicos, como gengibre, brócolis e pimenta vermelha aumenta mais essa sensação.

Mas é preciso ficar atento aos ingredientes que serão utilizados neste prato. A sopa caseira saudável deve conter 1 a 2 tipos no máximo de carboidratos como: batata, mandioquinha, arroz integral, batata doce, macarrão integral tipo de sopa, feijão, grão de bico, milho ou ervilha. Escolher de 2 a 4 legumes como: cenoura, vagem, abobrinha, tomate, cebola, salsão, alho poró, couve manteiga, brócolis que podem ser misturados para fazer a base da sopa. E por fim a sopa pode conter 1 tipo de proteína como frango, carne ou tofu (opção para os vegetarianos). Dê preferência a cortes mais magros das carnes, sem gorduras aparentes.

Caso você queira uma sopa de creme de legumes, evite colocar creme de leite, queijos ou leite com amido para engrossar. \"O mais saudável seria retirar uma porção da sopa líquida e bater no liquidificador ou mixer a fim de engrossar o restante da sopa e acrescentar biomassa de banana verde para dar textura creme\", orienta a nutricionista Karina..

Quando preparada com esses cuidados, a sopa é uma refeição completa, pois contém todos os ingredientes necessários para um jantar ou almoço equilibrado e saudável. Os carboidratos presentes irão ajudar na manutenção de energia do organismo, fornecendo glicose para as células, principalmente para o cérebro, mantendo assim a atenção e a cognição.

Os legumes e vegetais fornecem vitaminas e minerais fundamentais para o metabolismo celular e imunidade. E as proteínas são fundamentais para manutenção e formação de tecidos, hormônios, anticorpos.

Gengibre 

Nossa temperatura corporal é controlada no Sistema Nervoso Central (SNC) que por sua vez influência nos níveis de serotonina. A serotonina produz um efeito duplo sobre a temperatura corporal. De acordo com o tipo de neuroreceptor estimulado, ela pode reduzir ou aumentar a temperatura corporal. Estudos mostram que o gengibre está ligado ao aumento da termogênese, uma vez que auxilia na inibição de hipotermia induzida por serotonina.

A raiz também proporciona benefícios para a saúde porque conta com o gingerol. Este composto exerce funções antioxidantes, antifúngicas, anti-inflamatórias e inibe a agregação das plaquetas, evitando o aparecimento de trombos. E ajuda a tratar processos inflamatórios como a obesidade e a gordura localizada.

Mesmo apresentando muitos ganhos à saúde, é preciso ter alguns cuidados no consumo do gengibre. Altas concentrações podem provocar aumento do fluxo sanguíneo, aborto, gastrites, úlceras e azia. Portanto, a orientação é consumir cerca de duas fatias pequenas por dia. Ele pode ser consumido cru ou refogado em saladas, molhos, acompanhado de legumes, batido com sucos e até chás. 

Pimenta

O alimento é rico em vitamina A,B e C, além de minerais como Magnésio e Ferro. Mas seus principais benefícios ocorrem devido à presença da capsaicina, composto químico responsável pela liberação de endorfinas, substâncias que promovem o bem-estar. Segundo Karina,a endorfina libera as catecolaminas, que atua na diminuição do apetite, e contribui para perda de peso e redução da fome intensa.

Por ser um termogênico a pimenta pode acelerar em até 10% o gasto calórico de uma pessoa. \"O efeito térmico do alimento é determinado pelo gasto de energia necessária para a digestão, absorção, metabolismo, excreção e armazenamento dos nutrientes, além do aumento da atividade metabólica e o aumento da produção de calor, pelo tecido adiposo marrom\", observa Karina Valentim.

Estudos mostram que o consumo de capsaicina estimula a atividade do sistema nervoso simpático, aumentando a mobilização de lipídios do tecido adiposo. De acordo com as pesquisas, 0,9 gramas de pimenta vermelha nas principais refeições já apresenta benefícios, ela pode ser consumida crua ou em pratos quentes. 

Canela

A canela aquece porque aumenta o nosso gasto energético. A especiaria possui ação anti-inflamatória e boas quantidades de cromo, nutriente responsável pela melhora da sensibilidade à insulina e no controle da glicemia sanguínea.

Ela pode ser usada em frutas (banana assada), vitaminas e também em pratos quentes, pois seus componentes não são destruídos pelo calor. A orientação é inferir de uma a duas colheres de chá da especiaria ao dia.

Vinho

O vinho é rico em flavonóides que ajudam a acelerar o metabolismo e assim proporcionar sensação de corpo aquecido. Além disso, por possuir álcool, a bebida pode levar a uma vasodilatação periférica, que também contribui para uma pequena sensação de calor.

Esta bebida é considerada funcional por conter resveratrol. A substância está relacionada aos efeitos antioxidantes do vinho, na prevenção de doenças cardíacas. Além disso há estudos indicando que o consumo moderado junto ao almoço e jantar pode auxiliar na melhora do perfil lipídico (gorduras sanguíneas) como colesterol e triglicérides. Os flavonóides presentes no vinho ainda podem contribuir para a perda de peso.

Porém, por ser uma bebida alcoólica é preciso ficar atento à quantidade ingerida de vinho. O consumo não pode ultrapassar duas taças de 70 ml cada por dia. \"O excesso pode causar danos hepáticos, ganho de peso, inchaço e dependência\", diz Talitta Maciel. 

Oleaginosas

As oleaginosas também são boas opções nos dias frios. \"Elas são ricas em arginina que aumenta a vasodilatação e consequentemente aumenta a circulação sanguínea e a sensação de calor\", constata Talitta Maciel.

As oleaginosas possuem Zinco, Magnésio, Arginina e ajudam na formação de músculos. \"Elas também são fontes de antioxidantes, que ajudam a combater os radicais livres, evitam o envelhecimento precoce, além de possuírem gorduras poli e mono insaturadas que ajudam na saúde do coração\", diz Talitta Maciel.  

 fonte:site minha vida por  BRUNA STUPPIELLO.

Paleo, Dukan, low fat, low carb e mais seis dietas explicadas com suas pirâmides alimentares.

Em algum momento da sua vida, você já se deparou com uma pirâmide alimentar. A forma geométrica é bastante comum para ilustrar uma hierarquia, seja dos alimentos ou da idade em uma população, por exemplo. Quando falamos de alimentação, elas são o método visual mais efetivo para elucidar o funcionamento de determinada dieta - não necessariamente para emagrecer, mas para mostrar como comer de maneira saudável e equilibrada. \"Quanto mais próximo da base, maior deverá ser a quantidade ingerida de determinado alimento. E, quanto mais próximo do cume, menor deverá ser sua quantidade\", explica Bruno Yamada, gerente de produto e nutricionista da rede de restaurante Seletti Culinária Saudável.

Cada grupo alimentar tem uma função específica para o corpo e, se seguirmos a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), a nossa pirâmide precisa incluir carboidratos, proteínas, legumes, verduras e frutas e também alguns tipos de gorduras. \"Os carboidratos são nossa principal fonte de energia. Já as proteínas auxiliam nos crescimento de células como órgãos, músculos e tecidos. Legumes, verduras e frutas fornecem energia para o corpo, mas seu papel principal é acrescentar vitaminas, minerais e fibras ao cardápio, enquanto as gorduras, que podem ser de origem animal ou vegetal, auxiliam em alguns processos metabólicos, fornecendo energia de grande densidade\".

Atualmente é fácil se deparar com variações da tradicional pirâmide de acordo com a base de cada dieta. Tem a Dukan, Paleolítica, Low Carb (baixa ingestão de carboidratos) e Low Fat (baixa ingestão de gorduras), por exemplo. Todas elas se originam da orientação da OMS e reformulam a quantidade de ingestão seguindo um objetivo diferente. Quem quer perder peso acaba escolhendo alguma delas para seguir, mas é importante lembrar que cada pessoa tem um organismo particular, que funciona de maneira única e precisa de uma dieta equilibrada pessoal. Então, por mais que o regime X tenha funcionado para sua amiga, não significa que vá funcionar da mesma maneira para você, certo?

Além disso, a região onde você mora pode ter disponibilidade diferente de alimentos, e questões como o clima podem acarretar em necessidades metabólicas específicas. \"Por exemplo: em locais extremamente frios a ingestão de alimentos gordurosos e de gordura no geral é maior quanto comparada com países tropicais. Devido a necessidade do gasto calórico do organismo para manter sua temperatura ideal, nessas regiões uma alimentação com densidade energética maior é mais necessária\"

Procure especialistas para ajudar a atingir seu objetivo, seja ele qual for - principalmente para quem precisa ficar de olho em problemas de saúde, como diabetes, hipertensão, colesterol alto e intolerâncias alimentares.

 

1. Pirâmide alimentar da OMS

 

Criada em 1999 pela pesquisadora Sonia Tucunduva Philippi, sofreu uma pequena modificação em 2013 para incluir alguns alimentos, como o arroz integral, folhas verde-escuras, salmão, sardinha e castanha-do-Pará. Sua base é de carboidratos, tem uma boa distribuição de nutrientes e energia, além de contar com a baixa ingestão de gorduras e açúcares.

 

\"\"

  1. Carboidratos (preferencialmente integrais)
  2. Verduras, legumes e frutas
  3. Proteínas e derivados
  4. Gorduras e açúcares

 

2. Dieta mediterrânea

 

Muito se fala sobre este tipo de alimentação, originária de regiões próximas do mar como a Itália, França, Grécia, Espanha, Tunísia, Marrocos e Turquia. Recentemente ganhou uma versão adaptada para o cardápio brasileiro, que inclui alimentos nutricionalmente similares aos originais. Tem grandes benefícios para a saúde cardiovascular pela boa ingestão de gorduras \"do bem\". \"Pesquisadores descobriram que uma dieta com baixa ingestão de gordura saturada e alta em gordura monoinsaturada - como a dieta mediterrânea - diminui a inflamação associada a doenças relacionadas com a obesidade, como diabetes e aterosclerose, melhor do que as dietas ricas em gorduras saturadas ou globais de baixo teor de gordura\", afirma endocrinologista e metabologista da EndoQuali Viviane Christina de Oliveira. Apesar de ser boa para quem tem propensão às doenças cardíacas, conta com alimentos calóricos e também óleos que, se ingeridos em grandes quantidades, podem causar o ganho de peso.

 

\"\"

 

  1. Carboidratos
  2. Frutas, verduras e legumes
  3. Proteínas e gorduras
  4. Proteínas
  5. Proteína

 

3. Dieta Paleolítica (Paleo)

 

A ideia desta dieta é seguir os seus instintos e se alimentar \"como o homem das cavernas\". Por isso, tem poucos carboidratos, leguminosas e cereais, além de, claro, banir produtos industrializados e doces. A base é o consumo de proteínas, mas ela tem recebido críticas por não conseguir corresponder a realidade da era paleolítica (daí o nome): não havia agrotóxicos, animais criados em pastos ou quaisquer intervenções humanas nos alimentos disponíveis (que já não são muitos). E tem a questão de que, se seguir o pensamento histórico, a população da época se alimentava quando havia a disponibilidade de comida, sem contar quantidade. \"Cada proibição ou restrição da dieta Paleo possui uma \'explicação\' evolutiva apresentada pelos autores.De forma resumida, sugerem que cereais, leguminosas, laticínios, açúcar e produtos processados foram introduzidos muito recentemente na nossa alimentação, não fazendo parte da nossa evolução como espécie. Portanto, segundo os defensores dessa dieta, esses alimentos tendem a ser tóxicos para o nosso corpo porque ainda não houve tempo, em termos evolutivos, de nos adaptarmos ao seu consumo\", elucida a nutricionista Gisele Carvalho. Mas dá para incluir outras opções saudáveis e procurar ingredientes orgânicos!

 

\"\"

 

  1. Proteínas
  2. Verduras e Legumes
  3. Frutas
  4. Oleaginosas

 

4. Dieta DASH

 

O nome significa \"dieta que barra a hipertensão\", pois ela foi criada exatamente para esse propósito nos Estados Unidos. O principal ponto é controlar a ingestão de sódio, conhecido como um dos maiores vilões da alimentação saudável. No geral, é uma dieta que tem como base alimentos de baixa densidade energética e consumo moderado de proteínas, mas principalmente é que não há proibição de nenhuma categoria e tem um belíssimo controle de produtos industrializados e dos açúcares. \"É muito importante ressaltar que mesmo não sendo um programa de perda de peso até é possível eliminar alguns quilos não desejados, pois ajuda a escolher as refeições e lanches mais saudáveis e consequentemente menos calóricos. A dieta DASH original é uma dieta de cerca de 2.000 calorias por dia. Para redução de peso, ela pode ser ajustada de acordo com as circunstâncias individuais\", explica Dra. Viviane.

 

\"\"

  1. Frutas, verduras e legumes
  2. Carboidratos e derivados do leite (gorduras de origem animal)
  3. Proteínas, principalmente as carnes magras
  4. Castanhas e óleos (gorduras vegetais)
  5. Açúcares

 

5. Dieta Low-Carb, High Fat

 

O foco principal da low carb (do inglês, baixa quantidade de carboidratos) é reduzir a ingestão de quaisquer tipos de carboidratos, focando em aumentar o consumo de gorduras para fornecer energia para o corpo. Ela é restritiva e não pode ser seguida a longo prazo, pois essa redução pode causar fraqueza, tontura, dores de cabeça e até atrapalhar a sua atenção.                                       

 

 

\"\"

 

  1. Proteínas
  2. Derivados do leite (gordura de origem animal)
  3. Oleaginosas e alguns tipos de legumes e verduras
  4. Óleos vegetais e leguminosas
  5. Frutas

 

6. Dieta Atkins

 

A primeira ideia de uma dieta à base de proteínas começou com a dieta do Dr. Atkins, criada pelo médico Robert Atkins. Como todas as similares, é bem restritiva em relação aos carboidratos, mas por ser feita em fases, que vão incluindo grupos alimentares, fornece vitaminas, minerais e até auxilia no atraso de absorção de gordura pelo organismo. Ela é bem polêmica, pois parte do princípio de que a menor quantidade de glicose no organismo levaria a buscar por outra fonte de energia - no caso, a gordura. \"A dieta pobre em carboidratos é baseada no princípio da ação do hormônio insulina produzido no pâncreas. A insulina tem como função retirar a glicose do sangue para ser utilizada ou armazenada como combustível no organismo. O resultado da quebra do carboidrato no organismo é a glicose. Assim, reduzindo o seu consumo, o corpo liberará menos insulina e haverá a necessidade de utilizar outra fonte de energia que, nesse caso, será a gordura\", explica Gisele.

 

\"\"

 

  1. Proteínas
  2. Verduras e legumes
  3. Frutas
  4. Gorduras de origem animal e vegetal (oleaginosas, laticínios e óleos)
  5. Carboidratos

 

7. Vegetariana/vegana

 

O intuito de uma alimentação vegetariana é excluir o consumo de proteínas animais, principalmente das carnes. Pode ser uma versão ovolactovegetariana, que conta com derivados do leite e também ovos, ou então a chamada vegana, que consiste em excluir todos os alimentos que tenham quaisquer vestígios de animais. O ideal é consumir bastante alimentos de cor verde escura para conseguir a obtenção de vitaminas do complexo B e ferro, comuns nas carnes.

 

\"\"

  1. Verduras e legumes
  2. Carboidratos
  3. Leguminosas
  4. Oleaginosas e gorduras vegetais
  5. Temperos e óleos
  6. Ovos e derivados do leite (opcional)

 

8. Dieta Dukan

 

O cardápio baseado em proteínas e sem restrição de quantidades para elas fez muito sucesso no mundo todo, principalmente quando foi apresentada como uma sugestão para o controle da obesidade. Tem várias fases, iniciando com a total restrição de carboidratos, alguns legumes e até mesmo as frutas, que vão sendo inseridas aos poucos na dieta. A nova versão da dieta do médico Pierre Dukan oferece recompensas e maior quantidades de alimentos \"liberados\" no cardápio.

 \"\"

  1. Proteínas
  2. Vegetais e legume
  3. Frutas
  4. Carboidratos
  5. Derivados do leite e gorduras
  6. Açúcares

 

9. Dieta South Beach

 

Criada em 2003, a dieta de South Beach é tão restritiva quanto a Dukan ou a Atkins, mas permite uma ingestão maior de carboidratos complexos do que ambas. Por isso, ajuda a controlar a saciedade e também a fornecer energia para as atividades diárias. \"As dietas da moda têm um período curto de vida, pois poucas pessoas conseguem adotá-las como um estilo de vida por muito tempo. Além disso, deixam traumas naqueles que estão sempre na luta contra a balança e provocam o \'efeito sanfona\' que é tão prejudicial à saúde\", ensina a nutricionista Gisele Carvalho, da Clínica MedPrimus.

 

\"\"

 

  1. Proteínas
  2. Verduras e Legumes
  3. Frutas
  4. Óleos, oleaginosas e laticínios
  5. Carboidratos simples (principalmente amido) e açúcares

 

10. Low-Fat

 

A intenção é reduzir o consumo de gorduras para 30% diários, ou seja, aproximadamente 30g para cada 1000 calorias consumidas. É uma boa para quem precisa controlar a ingestão dessa substância, mas precisa aumentar o consumo de outros alimentos para chegar na quantidade calórica necessária. \"O grande problema da dieta de baixo teor de gordura e que ela geralmente leva a alta ingestão de carboidratos e nem sempre significa baixa caloria. Se alguém come carboidratos demais, particularmente carboidratos processados como o açúcar refinado e a farinha branca, estes são calóricos, não saciam e fazem pico de insulina, levando à uma maior fome de rebote\", alerta a endocrinologista.

 

\"\"

 

  1. Frutas
  2. Verduras
  3. Proteinas
  4. Laticínios e leguminosas
  5. Gorduras e açúcares

 

Escrito por Gabriela Kimura

Portal: MdeMulher

Talvez você não tenha se dado conta, mas a juventude é desperdiçada enquanto ainda somos jovens.

Meus caros, venho aqui dizer aos senhores que Ponce de León estava errado! Sim, é exatamente isso o que acabaram de ler. Ao contrário do que ele afirma a Fonte da Juventude Eterna não está na Flórida. Ela está escondida dentro de uma fábrica de hormônios que você conhece bem: o seu corpo. Pode acreditar!

Só que, infelizmente, quando você era adolescente a sua fábrica de hormônios jorrava mais testosterona do que você tinha capacidade de saber como utilizar. Triste, não? Mas, chega de chorar o leite derramado, isso já passou. Vamos olhar para frente e entender o que se passar de agora em diante.


 

O que acontece hoje é que a sua produção de hormônios já não é tão fiel, assim. Ela diminuiu para um pequeno filete e o resultado disso é um tanto óbvio. Aquela barriguinha saliente, um baixo ímpeto sexual, perda de força e saúde pobre, são apenas alguns dos sinais.

A maioria das pessoas, incluindo o seu médico, dirá que você simplesmente está envelhecendo, mas estes supostos sinais de envelhecimento têm menor relação com o calendário e mais com o tal filete de testosterona.

Agora, se você já é meu leitor há algum tempo, sabe que eu tenho apoiado a suplementação de testosterona para homens e até para algumas mulheres não é de hoje. Mas, se você tem ainda alguma dúvida sobre isso, simplesmente cheque com os 115 europeus de mais idade que podem agora confirmar tudo que eu já disse e mais um pouco.

Estes homens começaram em um estudo de cinco anos muito infelizes e gordos. Aliás, eles eram realmente obesos no sentido clínico objetivo.

Para se ter uma ideia, o IMC médio desses homens era 34. Então, considerando que a obesidade começa com um IMC de 30, e os severamente obesos estão com 35 de índice, este não era apenas um grupo de homens gordos, isso ia muito além. Era um grupo de caras MUITO, mas MUITO, gordos.

Vamos aos fatos. Com cinco anos de injeções de testosterona a cada três meses esses homens foram capazes de virar a mesa. Eles perderam em média 16 quilos, encolhendo o Índice de Massa Corpórea para 29 (considerado apenas como “acima do peso”) e eliminaram dez centímetros de cintura.

E as vantagens não pararam por aí. Eles também melhoraram seus níveis de açúcar no sangue passando de 103 mg/dL para 94 mg/dL. Mas fica aqui um alerta: como a “zona de perigo” para o açúcar sanguíneo é de 90 mg/dL para cima, esses homens ainda têm um trabalho a fazer, mas a terapia da testosterona já os trouxe para maior parte do caminho.

A propósito é bom ressaltar uma coisa. Existe um mito que diz que a suplementação de testosterona aumenta o risco de câncer de próstata. Por favor, desconsidere. Isso não é verdade e o estudo confirma isso.

Após cinco anos de tratamento, os homens mencionados acima não mostraram nenhum – absolutamente nenhum – risco maior para a doença.

Em outras palavras, a terapia com testosterona é risco zero. Ela só tem benefícios a te oferecer, pois junto com a perda de peso, você também ganha controle sobre o seu grau de glicose (como se só isso já não bastasse) e sobre o nível correto de testosterona, assim como também ficará mais vibrante, forte e se sentindo mais jovem agora do que você se sentiu há anos atrás.

E não vamos nos esquecer de “outro” beneficio muito importante; aquele que você quer mais que todo o resto: a testosterona vai te fazer um super astro na cama!

Imagine toda a força, habilidade e resistência de um homem jovem combinado com todos os seus anos de experiência. Nada mal, hein?! Isso ajuda muito para agradar uma mulher!

Que esse é um benefício enorme não há dúvidas, mas não é somente isso. A testosterona também pode ajudar a prever, amenizar e até curar dezenas de condições, incluindo:

Diabetes: A testosterona desempenha um papel decisivo na regulagem da insulina (apenas dê uma olhada naqueles números de glicose sanguínea no novo estudo).  Quanto mais baixo é o seu nível de “T”, mais provável será você se deparar com a resistência à insulina e a diabete. E se você já tiver a doença, não é tarde demais: um estudo recente mostrou que o gel de testosterona melhorou a sensibilidade à insulina em diabéticos (e sim, aqueles mesmos homens tiveram melhora nas vidas sexuais também).

Fraqueza: Existem milhões de pessoas que ainda presumem que a idade é o que mina as suas forças. Isso também não é verdade! O que acontece é que uma falta de testosterona fará isto num piscar de olhos. Um estudo de 2010, que avaliou 3.600 homens de mais idade, descobriu que a força some com o nível de testosterona e homens com o menor nível são os mais prováveis a se tornarem fracos. Ou seja, a baixa testosterona vai te transformar no estereótipo vivo do velho franzino. E não me venha dizer que é isso o que você quer.

Ataque cardíaco e derrame: A testosterona pode transformar o seu coração em uma fortaleza e cortar o seu risco de derrame ao mesmo tempo.  Um estudo recente descobriu que os homens mais velhos com o maior nível de testosterona tinham o menor risco tanto de ataque cardíaco, quanto de derrame.  Os homens com a mais baixa testosterona, por outro lado, era um terço mais provável a sofrer ataque cardíaco e 50% mais prováveis de ter um derrame.

Depressão:  Se todos estes outros benefícios não são suficientes para te acordar para a importância da testosterona, saiba que este hormônio também pode aumentar a sua saúde mental.  Um estudo de 2006 descobriu que os homens com mais de 55 anos e com deficiências de testosterona tinham o triplo de risco de depressão quando comparados aos que apresentavam níveis normais.

Claro, você também ficaria deprimido se você fosse obeso, fraco e ineficiente na cama. Então, talvez isto seja mais um “efeito colateral” do que uma causa direta.

Minhas amigas leitoras devem estar se perguntando por que essa pesquisa só fala de homens. E eu explico! A testosterona é um hormônio da “hombridade” e as mulheres precisam bem menos dele. Entendido? Mas nesse sentido, há algumas coisas que precisamos considerar. Vejamos:

A testosterona é absolutamente crítica para o fluxo sanguíneo e quando as mulheres ficam com baixa deste hormônio, elas têm maior risco de ataques cardíacos e derrames.  O hormônio de “hombridade” também ajuda as mulheres a evitar duas condições muito fêmeas, a osteoporose e o câncer de mama.

Eis o negócio: tanto os homens como as mulheres devem checar seus níveis de testosterona.  Para os homens ela deve estar entre 500 e 1.000 nanogramas por cc e nas mulheres precisa mais ou menos de um décimo dessa quantidade, chegando a 50 e 100 nanogramas por cc. E damas, por gentileza, não procurem ir além deste valor, a menos que queiram ter um belo bigode.

Junto com a idade, as drogas químicas também podem consumir a testosterona do corpo, especialmente as estatinas que abaixam o colesterol. Um estudo descobriu que os homens que tomam as estatinas têm duas vezes mais risco de terem baixa testosterona.

Isso explicaria todos os efeitos colaterais sexuais ligados àquelas drogas (drogas que na realidade você nem precisa. Melhor parar por aqui e não começar falar delas outra vez).

Fica aqui um aviso fundamental. Se quer de verdade conquistar a juventude, diagnosticar a baixa testosterona é só metade da batalha; corrigi-la é a outra parte e depende também de você!

 

fonte:http://www.drrondo.com/segredo-para-se-manter-jovem

Existem muitas dicas para emagrecer e várias opções de sucos que você pode escolher para perder peso. Eles têm qualidade por serem depurativos, diuréticos, dão saciedade, ajudam na desintoxicação e até são antioxidantes. Os diferentes tipos de frutas ou verduras que você pode escolher variam. Mas estes que você verá podem te ajudar a emagrecer rapidamente.

Hoje você vai conhecer nossa lista de sucos saudáveis, são receitas de 15 sucos deliciosos para você saborear e perder peso.

Benefícios dos sucos para emagrecer

O fast food e o estresse, entre outros fatores, recarregam nosso organismo com substâncias nocivas que o acidificam e envelhecem causando uma toxicidade que os órgãos encarregados de depurar não podem eliminar. As defesas estão ao limite e o melhor remédio são as frutas e verduras, fonte inesgotável de vitaminas, antioxidantes, água, minerais, fibra, e clorofila. Os sucos para emagrecer trazem os seguintes benefícios:

– Contém muitas vitaminas e minerais necessários em nossa alimentação diária.
– Têm um efeito alcalinizante contra a acidificação do corpo (provocada pelo excesso de proteínas e gorduras).
– Depuram e limpam o sangue.
– Regulam o trânsito intestinal graças à fibra e água.
– Retardam o envelhecimento celular porque contêm substâncias antioxidantes e flavonóides.
– Proporcionam energia graças aos carboidratos e os componentes de seus ingredientes.
– Regulam os níveis de glicose no sangue.
– Eles podem ser um substituto saudável para aqueles que perdem ou incluem mais frutas e vegetais em sua dieta diária de alimentos naturais.
– Reduzem a ansiedade por consumir doces e comidas gorduras, através da mistura de frutas e verduras que dão saciedade.
– Fortalecem o sistema imunológico, prevenindo muitas enfermidades e reforçando as defesas naturais do organismo.
– Possuem muitos benefícios para a pele e as mucosas (estômago, esôfago, respiratório).

Receitas de sucos para emagrecer

1- Suco de Berinjela

\"\"

Este suco contém muitas vitaminas, fibras e antioxidantes.

Ingredientes

* Metade de uma berinjela com casca
* 1 copo de água
* 2 laranjas

Modo de Preparo

Fatiar a metade da berinjela em rodelas e deixar de molho no copo com água durante toda a noite, e no dia seguinte, bater no liquidificador e essa berinjela que ficou de molho com a água e o suco das laranjas. Beber em jejum todos os dias quando acordar.

2- Suco de limão com gengibre

\"\"

A união dessas duas frutas pode ajudar a perder peso rápido, porque o gengibre é um termogênico natural que aumenta o metabolismo e o limão ajuda na desintoxicação do organismo. Essa mistura é rica em vitamina C, com poucas calorias e é antioxidante.

Ingredientes

* Suco de 2 limões
* 1 colher de café de gengibre ralado
* 1 copo de água

Modo de Preparo

Preparar o suco de limão da forma que você é acostumada a fazer, no liquidificador ou manualmente. Depois de preparado, adicionar o gengibre ralado e bater no liquidificador. Também deve ser tomado em jejum todos os dias.

3- Suco de Couve com limão

\"\"

Este suco detox ajuda a melhorar o trânsito intestinal, funciona como laxante natural e ajuda no processo de desintoxicação do organismo.

Ingredientes

* 1 folha de couve manteiga
* Suco puro de 2 limões

Modo de Preparo

Bater no liquidificador a folha de couve junto com o suco de limão. Não precisa coar o suco e nem adoçar.

4- Suco de cenoura com limão

\"\"

Este é rico em vitamina C, ácido fólico e betacaroteno. Acelera o metabolismo e dá sensação de saciedade.

Ingredientes

* 1 cenoura
* 1 limão sem casca
* 1 litro de água

Modo de Preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador. Use adoçante e coe, adicionando cubos de gelo. Não guardar o suco de um dia para o outro.

5- Suco de laranja com linhaça

\"\"

Este suco além de emagrecer, produz sensação de saciedade, diminui o apetite e combate a gordura.

Ingredientes

* 1 laranja sem casca e sem sementes
* 1 colher de sopa de linhaça
* 1 colher de sopa de gergelim
* 1/2 copo de água

Modo de Preparo

Bater no liquidificador todos os ingredientes, não precisa coar e se preferir adicione pedras de gelo.

6- Suco de abacate com maçã

\"\"

Suco muito nutritivo inibe o apetite e tem poucas calorias, muita fibra e ajuda no emagrecimento.

Ingredientes

* 1/2 abacate pequeno
* 1/2 maçã
* 1 xícara de chá de leite de soja
* Cubos de gelo (se preferir)

Modo de Preparo

Colocar no liquidificador o leite de soja, a maçã e o abacate e bater por cerca de 1 minuto. Tomá-lo meia hora antes de cada refeição.

7- Suco de maçã com kiwi

\"\"

Este suco ajuda a regular o trânsito intestinal, é antiinflamatório, tem antioxidante, contém pectina que controla e diminui o apetite.

Ingredientes

* 2 maçãs
* 1 kiwi
* 300 ml de água

Modo de Preparo

Descascar o kiwi e tirar as sementes das maçãs. Colocar tudo no liquidificador e bater. Não precisa descascar a maçã. Beber o suco nos intervalos entre as principais refeições.

8- Suco de melancia com abacaxi

\"\"

Ingredientes

* 1 fatia pequena de abacaxi
* 1 fatia média de meia melancia
* Se preferir, cubos de gelo

Modo de Preparo

Cortar as frutas em pedaços pequenos, juntar todos os ingredientes no liquidificador e bater por cerca de 30 segundos. Coar e servir.

9- Suco verde

\"\"

Combate a celulite, desintoxica, fornece mais cálcio aos ossos e emagreça com o clássico suco verde.

Ingredientes

* 2 laranjas descascadas e sem sementes
* 3 folhas de couve bem lavadas
* 1 gengibre
* 1 litro de água

Modo de Preparo

Cortar as laranjas em pedaços. Colocar no liquidificador. Juntar as folhas de couve com talo. Adicionar um pedaço pequeno de gengibre, completar com 1 litro de água e bater tudo e coar.

10- Suco com semente de linhaça

\"\"

Este suco contém minerais, vitaminas e proteínas, é rica em fibras e estimula o intestino.

Ingredientes

* 2 laranjas grandes descascadas e sem sementes
* 1 colher de sopa de linhaça
* 400 ml de água
* Gelo a gosto

Modo de Preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador até moer a linhaça ou até misturá-la ao suco.

11- Suco com morango e água de coco

\"\"

Ajuda a eliminar as toxinas e para tirar o inchaço do corpo.

Ingredientes

* 7 morangos
* 250 ml de água de coco
*1 colher de sobremesa de gengibre ralado
* 1 colher de sopa de linhaça

Modo de Preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador e coar.

12- Suco de Abacaxi, hortelã e chá verde

\"\"

Ajuda no processo de digestão, contém antioxidante e acelera o metabolismo.

Ingredientes

* 1 copo de chá verde
* 1 xícara de abacaxi picado
* 1 colher de sopa cheia de hortelã

Modo de Preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador e coar.

13- Suco de espinafre com maçã

\"\"

Este suco é rico em potássio, combate a retenção de líquidos, previne a prisão de ventre e controla o colesterol.

Ingredientes

* 200 ml de água
* 1 xícara de chá de espinafre
* 1 maçã pequena
* Suco de 1 limão
* 1 colher de chá de gengibre ralado
* 1 colher de chá de linhaça

Modo de Preparo

Bater os ingredientes no liquidificador, coar e servir gelado.

14- Suco de limão com melancia

\"\"

Excelente diurético, tem antioxidantes, elimina as toxinas do corpo, diminui a fome e elimina a gordura, é rico em fibras e estimula a saciedade.

Ingredientes

* 180 ml de água de coco
* 1/4 de melancia
* Suco de 1 limão
* 1 ramo de hortelã

Modo de Preparo

Bater os ingredientes no liquidificador, coar e servir gelado.

15- Suco de melão com gengibre e limão

\"\"

Este suco ajuda a desinchar, queimar gordura e perder peso e é rico em fibras.

Ingredientes

* 2 fatias de melão com sementes
* Suco de 1/2 limão
* 4 fatias de gengibre
* Uvas passas
* 1/2 copo de água gelada

Modo de Preparo

Bater os ingredientes no liquidificador, não precisa coar.

======================================

Essas são nossas 15 receitas de sucos para emagrecer, são fáceis, práticas e ideias para uma rotina diária agitada, então quais sucos gostaram mais e quais vão experimentar? Comente você também!

Para os ocidentais, a disciplina e a rigidez orientais são admiráveis. Ainda assim, alguns costumes dos japoneses podem parecer, à primeira vista, estranhos para os brasileiros.

É comum vermos nos filmes os japoneses tirarem os sapatos antes de entrar em casa. Algo que, muito além de cultural, faz todo o sentido no quesito higiene. A noção de coletividade, como recolher o lixo do estádio após uma partida de futebol, é absolutamente normal e enraizada para eles. Mas deixou muitos brasileiros \"chocados\" durante a Copa de 2014.

Conheça abaixo alguns costumes japoneses que os brasileiros poderiam muito bem começar a seguir.


 

Usar máscaras hospitalares

Durante o ano todo, percebemos um grande número de pessoas que usam máscaras hospitalares no Japão, seja por causa de alergias, viroses ou resfriados. Muitos podem estranhar esse hábito, mas ele ajuda muito a proteger de doenças contagiosas.
 

Pano quente para limpar as mãos

No maioria dos restaurantes japoneses, é comum receber um pequeno pedaço de tecido limpo e úmido. Ele é usado para limpar as mãos antes de comer. Jamais use-o como guardanapo ou para limpar qualquer parte do rosto.
 

Etiqueta no transporte público

No metrô e no trem, a regra é a mesma. Você deve esperar em fila e deixar primeiro que as pessoas saiam do vagão para depois entrar: um sonho aqui para os brasileiros. Por lá, a maioria entra sem empurrões. Ao utilizar os transportes públicos, os japoneses evitam ficar com mochilas nas costas e atender celulares. Pôsteres por todas as estações pedem aos passageiros para seguirem algumas regras de etiquetas e boas maneiras, ou seja, eles fazem de tudo para não incomodar a pessoa ao seu lado.
 

Recolher lixo no estádio

Na Copa de 2014, realizada no Brasil, os torcedores japoneses surpreenderam ao recolher o lixo do chão do estádio logo após a partida. À época do ocorrido, questionados, eles disseram que o hábito é comum no Japão.
  

Tirar os sapatos antes de entrar em casa

E isso vale para a própria casa e a dos outros. Esse hábito está ligado à questões culturais, como a crença de que fazendo isso eles estão deixando as \"energias impuras\" lá fora. Além disso, tirar os sapatos antes de entrar em casa é um gesto de respeito e higiene, pois você demonstra que não quer \"sujar\" aquele lugar e que tem a humildade de despir os pés para pisar ali, como se faz em um lugar sagrado
 

Sem gorjetas

O ato de dar gorjeta não existe no Japão, nem para táxis, restaurantes ou serviços. Oferecer dinheiro a mais é, na verdade, um insulto; o serviço que você solicitou foi cobrado devidamente, então por quê pagar mais? Se você estiver em uma cidade grande como Tóquio, por exemplo, e não fala nada de japonês, um garçom ou balconista pode preferir aceitar dinheiro extra do que forçar a estranha situação de explicar que a gorjeta é desnecessária.
 

No restaurante, normalmente quem paga é a mulher

Os japoneses vão com frequência a restaurantes, e na maior parte das famílias, quem paga a conta é a mulher, no caso a esposa. Por que não o marido? Este é um dos costumes mais comuns no Japão, pois quem cuida do lado financeiro na casa é a esposa! O marido entrega o salário para a esposa, e ela é quem controla os gastos mensais. Será que algum latino faz isto também?

As praias e piscinas são paixões de muitas pessoas, mesmo em épocas de meia-estação ou no inverno. Se você não abre mão de estar bonita em todas as horas, entretanto, com algumas dicas da moda praia ficará muito mais fácil conseguir o visual perfeito para se bronzear ou simplesmente para se divertir nos dias mais quentes. Confira dicas para conseguir um visual incrível.


Ir à praia ou à piscina não precisa significar, necessariamente, um look sem estilo ou uma produção sem graça, já que é possível estar na moda até mesmo nessas horas. Descubra como é possível estar linda e estilosa nesses momentos usando a moda praia a seu favor.

1. Use protetor solar

\"resenha

A primeira e mais importante das dicas da moda praia é, sem dúvidas, o uso do filtro solar, que é indispensável em todos os dias do ano, mas é ainda mais fundamental em uma ida à praia ou à piscina.

Conheça os melhores protetores solares do mercado!

Assim, aplique o protetor solar cerca de meia hora antes de sair de casa e reaplique a cada duas horas. Promova uma nova aplicação a cada vez que você se molhar ou esfregar a toalha na pele, garantindo um dia que terminará sem queimaduras.

2. Aposte nos acessórios

\"várias

\"nas

\"para

Dá para se proteger do sol com muito estilo e para isso basta que você invista em acessórios cheios de personalidade como um chapéu colorido e um óculos de sol incrível. Além disso, a bolsa que você levará para carregar seus pertences também é importante e você pode apostar em modelos coloridos, alegres e que não precisam ser sem graça.

A canga também é outro acessório importante e você pode encontrar modelos nas mais diferentes variações, com estampas coloridas e da moda.

3. Escolha o modelo de biquíni certo para você

\"fotos

\"moda

\"moda

\"dicas

Para arrasar e estar cheia de confiança também é importante escolher o modelo de biquíni certo para você e embora não existam regras definitivas, algumas dicas podem te ajudar a escolher o melhor modelo.

Dessa forma, se você tem seios pequenos pode escolher biquínis cuja parte de cima seja no formato cortininha, com babados ou sem alça. Se você tem seios mais fartos, aposte em modelos com alças reforçadas.

Já se você possui quadril pequeno e ombros mais largos pode apostar na parte de baixo de lacinho, criando um volume adicional no quadril e equilibrando as proporções. Quem quer ficar com um bumbum mais empinado pode escolher o modelo de calcinha levemente fio dental e de formato diferenciado que dá essa aparência ao corpo.

4. Cintura alta está com tudo

\"o

\"bombando\"com

Imitando os biquínis de décadas passadas, os biquínis de cintura alta voltaram para a moda praia e você pode utilizá-los pela sua beleza ou para disfarçar alguma gordurinha, se você desejar e for se sentir mais confortável desse jeito.

Além disso, com o biquíni de cintura alta é ainda mais fácil criar um look cheio de personalidade e estilo.

5. Aposte no maiô

\"moda\"modelo\"plus\"moda

Se você não se sente confortável em usar biquíni por qualquer que seja o motivo aposte no maiô, que atualmente está disponível em diferentes cores e modelos. Se quiser ser mais ousada, opte pelo maio do tipo “engana mamãe”, com recortes estratégicos e sensuais.

6. Combine modelos e estampas diferentes

\"mix\"a

Não ache que você só pode ou deve usar a combinação do seu biquíni, já que com dois biquínis é possível criar quatro looks diferentes. Dessa forma, não tenha medo de combinar a parte de cima de um biquíni com a calcinha de outro, combinando diferentes modelos, estampas e cores.

Assim, você vai conseguir visuais diferentes para cada vez que for à piscina ou à praia sem precisar gastar mais com isso, apostando na moda praia do jeito certo.

7. Invista no visual

\"moda\"tendências

Por mais divertido que seja estar na praia ou na piscina é preciso saber que, naturalmente, você vai precisar chegar até lá e em algum momento irá precisar sair e por isso não tenha medo de investir no visual pré e pós-praia.

Você pode escolher uma saída de praia, um vestido curto, um macaquinho solto, um conjunto de short e blusa ou uma saia de renda com uma blusa mais fresquinha. O que importa é que você se sinta confortável para onde precisar ir. Nos pés, dê preferência aos chinelos coloridos ou às sandálias rasteirinhas.

8. Cuidado com os acessórios

\"as\"sugestões\"regrinhas

Utilizar cordões, brincos e pulseiras ajuda a complementar o visual, mas uma das dicas mais importantes da moda praia é que você deve tomar cuidado com esses acessórios, porque além de poder deixar marcas indesejáveis na sua pele você pode perdê-los ao entrar na água.

Dessa forma, as dicas da moda praia podem te ajudar a ter um dia divertido e com muito mais estilo e conforto na praia ou na piscina.

Comente, participe e sugira novos artigos.

 

 

Barba bem cuidada é a cara da vez.

Pelas barbas estilosas: 3 pilares para manter o visual mais popular do momento. Confira 3 dicas para deixar o visual adequado para qualquer gosto e ocasião:


 

Higiene:


Deixar o xampu escorrer e achar que é o suficiente limpar a barba é um dos maiores equívocos da comunidade barbada. Os pelos faciais acumulam sujeira ao longo do dia – poluição, oleosidade e até mesmo restos de comida são os principais responsáveis. O ideal é lavá-la diariamente ao menos duas vezes com sabonete neutro ou com o próprio xampu utilizado nos cabelos.


Volume:


Tem uma barba com volume, não significa deixa-la crescer desordenadamente para todas as direções possíveis. Mesmo para manter o aspecto “barba cheia”, é necessário cuidar dos fios, aparar periodicamente as pontas de forma simétrica e pentear, em alguns casos utilizando produtos que ajudam a marcar o visual (como ceras ou cremes específicos para modelar).

Cor:


Os fios brancos costumam aparecer primeiro no rosto e alguns homens não gostam da aparência visivelmente envelhecida. Para neutralizar, eles podem optar por usar um produto para colorir os pelos – são facílimos de aplicar, e deixam um aspecto discreto e natural.

Se desejar receber informações atualizadas e em primeiríssima mão de nossa equipe de redatores, preencha com seus dados abaixo e seja sempre bem informado (a).
Suas informações são sigilosas e não enviamos SPAM.
Anuncie conosco também...